Menu

Tarifa de passagens aéreas aumentou no Amazonas

A tarifa média de passagens aéreas domésticas no Amazonas aumentou 4,3% no primeiro trimestre desse ano, segundo dados apresentados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O valor passou de R$ 444,31 no ano passado para R$ 463,50.

Câmbio e combustível

A evolução da taxa de câmbio e o preço do querosene estão entre os principais fatores influenciando o preço da atividade de transporte aéreo. Na base está mesmo a taxa de câmbio influenciando todos os outros, e sua subida de 3,2% afetou tudo o resto, principalmente “custos de combustível, arrendamento, manutenção e seguro de aeronaves”, de acordo com o Globo.

Quanto ao próprio preço do querosene, o combustível usado na aviação, sua importância no preço final é enorme: cerca de 31% do valor da tarifa, quase um terço, vai só para esse item. Para o primeiro trimestre de 2017, o preço por litro do combustível estava em R$ 1,58 enquanto no momento atual se situa em R$ 1,88.

E veja que o valor da tarifa registrado pela ANAC só inclui a “remuneração dos serviços de transporte aéreo público”, sem valor de embarque e serviços opcionais.

A importância do transporte aéreo no Brasil

Como se sabe, o Brasil tem um dos mercados domésticos de transporte aéreo mais desenvolvidos do mundo, e nem poderia deixar de ser assim, sabendo das distâncias que é necessário cobrir e da dificuldade das estradas em vastas zonas do país. Estados como o Amazonas (e todos seus vizinhos na região amazônica, como Roraima, Amapá, Rondônia, Acre e o próprio Pará) necessitam de uma boa cobertura de ligações aéreas, e essas subidas de preço são sempre um aperto para seu desenvolvimento econômico.

De acordo com a ANAC, e ainda segundo informações divulgadas pelo Globo, em 2017 houve cerca de 40 milhões de passageiros voando no mercado interno doméstico do Brasil, compreendendo 8000 pares de aeroportos, sem olhar às conexões ou escalas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *