Menu

Setor da aviação atento à mudança climática

O setor da aviação brasileira e internacional se reuniu em uma conferência, no passado mês de junho, em São Paulo, para debater a possibilidade de introdução de biocombustíveis. O encontro foi organizado por um conjunto de “players” brasileiros do setor (entre eles a Embraer) e contou com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O principal objetivo foi o combate à mudança climática, através da utilização de combustíveis sustentáveis e amigos do meio ambiente.

O setor da aviação fazendo sua parte

Mesmo se a aviação internacional provoca apenas 2% das emissões de carbono a nível mundial, se você dividir por grandes setores de atividade verá que é uma porcentagem muito significativa para uma indústria só. De resto, com as perspectivas de incremento das viagens aéreas nos próximos anos, se nada for feito esse número só poderá aumentar.

Assim, e porque a indústria é composta por pessoas cosmopolitas, em contato com todo o mundo e que sabem bem o que está acontecendo por todo o planeta, não admira que exista já um grupo de empresas do setor, representando 192 países, dispostas a fazer o necessário para limitar a emissão de gases de efeito de estufa. O objetivo último é que as emissões em 2050 sejam metade do que eram em 2005.

Será possível ter aviões movidos a biocombustível?

Será necessário um forte investimento em inovação e tecnologia. Naturalmente, o papel pioneiro do Brasil nesta matéria ajudou a que o país acolhesse esta conferência e pode ser um forte estímulo ao desenvolvimento de uma nova indústria aeronáutica no nosso país.

Mudanças climáticas

Os efeitos das mudanças climáticas não são sentidos por todo o mundo da mesma forma. Todavia, o certo é que meteorologistas a nível internacional vêm anotando recordes sucessivos de aumentos das temperaturas médias nos últimos anos. De uma forma ou de outra, as sociedades humanas têm de estar preparadas para a mudança.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *