Menu

Estados Unidos: novos procedimentos de segurança em voos vindos do exterior

A Transportation Security Administration (TSA) dos Estados Unidos da América anunciou um novo conjunto de medidas de segurança a aplicar nos voos com origem no exterior e que tenham o país como destino. As companhias aéreas deverão aplicar essas medidas nos aeroportos brasileiros, que estão incluídos. As regras se referem ao transporte de bagagem de mão e foram divulgadas pelo Jornal do Brasil no passado dia 30 de junho.

Será proibido levar substâncias em pó com mais de 350 mililitros em bagagens de mão. A exceção será para medicamentos, leite em pó e produtos comprados diretamente nas lojas duty-free do aeroporto.

Critérios de escolha do passageiro

Além disso, o operador poderá inspecionar a bagagem de mão de qualquer passageiro, de acordo com critérios definidos pela própria TSA. Ainda segundo o Jornal do Brasil, essa medida já estava prevista em 2017, pelo que se trata apenas de um reforço de algo já existente.

Risco de arbitrariedade

Esses critérios não foram divulgados, portanto isso quase que parece que fica de acordo com a opinião do inspetor. No limite, qualquer pessoa pode ser inspecionada em qualquer momento, se apresentar algum comportamento que possa, remotamente, parecer suspeito. Por exemplo, imagine que você está levando os novíssimos fones de ouvido sem fio Firefly e que o inspetor ainda não conhece esse modelo, ou por algum motivo suspeita de você. Poderá pensar que você está usando um modelo de fone super avançado para contatar algum comparsa no exterior no avião.

Clima político difícil nos Estados Unidos

Apesar da quase inexistência de crimes de terrorismo nos Estados Unidos desde o 11 de setembro de 2001, o clima político na atualidade está reforçando seriamente as questões de segurança e vigilância de cidadãos estrangeiros. As questões de controlo de imigração e terrorismo se confundem na agenda da administração americana atual. Por isso, toda a cautela é necessária ao cidadão de bem, para não “enfurecer” as autoridades de fronteira americanas nos dias que correm.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *