O curso de instrutor de voo é algo que já se aproxima do topo da carreira na aviação civil. Afinal, você precisa conhecer tudo sobre como ser um bom piloto de aviões para poder ser um professor nessa matéria. Como é óbvio, ensinar a voar implica uma responsabilidade ainda maior do que aprender, pois as vidas que estarão nas mãos de quem for ensinado por um só professor serão em muito maior número. De qualquer forma, é não só um objetivo interessante como uma alternativa a explorar por um piloto comercial que pretenda se preparar antes mesmo de surgir uma oportunidade para trabalhar na área.

Existem diversas escolas onde é possível fazer o curso de instrutor de voo. Confira em seguida os requisitos e matérias da EJ Escola de Aviação.

Requisitos necessários

Os requisitos são simples: só precisa, além de ter 18 anos de idade e o 2º Grau completo, ter a licença de Piloto Comercial. Isso significa que você já precisa ter um bom currículo, se não profissional, pelo menos acadêmico e teórico na área da aviação civil, pois já precisou fazer o curso de Piloto Privado para conseguir se tornar Piloto Comercial.

Matérias

O candidato a instrutor precisará estudar Relações Interpessoais, pois muito do que ele vai transmitir vai se basear exatamente nessa capacidade de se relacionar com seus alunos e de compreender quais os seus pontos mais fracos e os mais fortes. As matérias de Processo Ensino-Aprendizagem, Instrutor e a Comunicação, e Recursos Audiovisuais estão relacionadas. Tem ainda Fichas de Voo, Briefing e Debriefing, Medicina Aeroespacial, Direitos Aeronáuticos e o necessário Sistema de Aviação Civil.

Como funciona o Treinamento Prático?

Para ser professor você já tem a prática, aí tem apenas 26 horas de aula prática. São 17,5 de preparação do Instrutor, 7 horas de navegação, 4 horas de adaptação ao Cessna 152 e 1,5 hora de voo com examinador credenciado pela ANAC.